Saúde do homem em pauta

Por Luis Pissaia*


No mês em que nos lembramos da necessidade de cuidados com a saúde do homem, venho por meio deste texto deixar uma breve reflexão sobre o tema. Tema que permanece carregado de estigma e preconceito, mas que na prática interfere diretamente na qualidade de vida do homem.



O mês de novembro é historicamente reservado para as campanhas de prevenção ao câncer de próstata, glândula que faz parte do organismo masculino e que desempenha funções fundamentais para o Ser.


Contudo, do mesmo modo que no mês de outubro, em que o foco é a prevenção do câncer de mama, esquecemo-nos do indivíduo que está por traz da patologia e a necessidade de coloca-lo no holofote da existência.


No contexto das campanhas de prevenção do câncer de próstata, não desmereço a necessidade de trabalhar essas questões, mas sim a repreensão do Ser, agente e ator que está vivenciando a situação e que necessita de cuidados personalizados. A saúde do homem merece destaque e cuidado, indiferente do ciclo vital em que se encontra, pois o mesmo é fruto dos hábitos de vida.

A dificuldade do homem em buscar orientação médica é cultural, fato de leva muitos indivíduos a óbito anualmente, por situações evitáveis com pequenas ações de autocuidado e tratamentos. De fato, se a negligência é cultural, devemos trabalhar na fonte, munindo o homem de informações e ferramentas para alterar a situação atual e conduzir para uma rotina saudável e com qualidade de vida.


Muitas são as saídas para concretizar a qualidade de vida do homem, cito muito em minhas atividades a campanha "Mude1Hábito", realizada em nível nacional pelo sistema Unimed. A campanha é estruturada em três pilares, a alimentação saudável, a atividade física e o bem-estar emocional.


A alimentação saudável é um quesito que está em alta há anos e que desempenha um papel fundamental na construção de um plano de cuidados efetivo para a saúde do homem. Atualmente, não se fala mais em “dieta” e sim em reeducação alimentar, ou seja, educa-se para a alimentação. Busca-se na sensibilização sobre os alimentos e as necessidades do organismo para compor a alimentação cotidiana com nível de excelência para a manutenção das funções vitais.


Em segundo, a atividade física também merece destaque, como fator estruturante para a busca pela qualidade de vida e a construção de uma rotina permeada de hábitos saudáveis. Os exercícios físicos estimulam a melhoria na capacidade de resistência do organismo para as atividades diárias, além de potencializar a criatividade e o desenvolvimento de laços de amizade, quando praticada coletivamente.


E, por fim o bem-estar emocional, fator de relevância ao trabalharmos a busca pelo propósito da qualidade de vida. A motivação para o autocuidado e relação crítica com meio advém de emoções bem trabalhadas e conduzidas corretamente. O homem contemporâneo sofre com o alto grau de stress e ansiedade, principalmente em tempos de crise e dificuldades financeiras, mas nem tudo é permanente, e as fases mudam conforme o passar dos dias.

Dessa forma, a saúde do homem perpassa a necessidade de construir um plano de qualificação da vida por meio de atividades e ações saudáveis, as quais se traduzem por hábitos. Ao observarmos os pilares que formam uma vida com qualidade, é possível instrumentalizar ações que gerem resultados transformadores para a rotina do homem, ou do grupo familiar.


A minha defesa é em relação à formalização de estímulos que potencializem o autocuidado do homem, pois partindo da sensibilização e educação sobre o tema, o mesmo torna-se passível na busca de auxílio ou alternativas que modifiquem o cenário. Assim, deixo como premissa, a necessidade do homem responsabilizar-se sobre a sua saúde, desenvolvendo a autonomia e criando o hábito de prevenção de situações ou fatores de risco.


Espero que este texto lhe desacomode! Aproveite as ideias, reflita e me conta o que acha sobre o tema e quais as mudanças que pensou para a sua vida.


Sobre o autor - *Enf. Me. Luís Felipe Pissaia  - COREN/RS 498541

Mestre e Doutorando em Ensino

Especialista em Gestão e Auditoria em Serviços da Saúde

Docente Universidade do Vale do Taquari - Univates 

Enfermeiro de Rel. Empresariais - Marketing e Relacionamento Unimed VTRP

CONTATO

(51) 3209.9879

(51) 99982.4717 / (51)  99338.6335

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White Twitter Icon
  • Branca Ícone Google+
  • YouTube - Círculo Branco