Poeta de WhatsApp

Por Luis Pissaia*


Em uma sociedade em que a comunicação entre as pessoas é a principal fonte de construção de conhecimento e ideias, surge o título deste texto, “Poeta de WhatsApp”. Esse termo era desconhecido a mim até uma semana atrás, quando o recebi por mensagem de uma pessoa especial e comecei a articular uma série de situações e conjecturas sobre o tema.



Inicialmente, a denominação de “Poeta” repercute no interior do meu Ser como uma pessoa dotada de beleza em sua visão de mundo e capacidade de transmitir esses sentimentos ao mundo por meio de versos que compõem belíssimos poemas. Alguns nomes que me lembro de imediato, como Fernando Pessoa e José Saramago, fizeram parte da minha formação e principalmente na projeção de mundo.


Já o WhatsApp, é o aplicativo de comunicação instantânea. Um sistema que revolucionou os modelos de comunicação humana, derrubando barreiras geográficas e aproximando povos e culturas. O aplicativo possui várias funcionalidades, desde o envio de mensagens digitadas, áudios e chamadas de áudio e vídeo, sendo imprescindível para o momento em que estamos vivendo, em que as informações precisam ser disseminadas com rapidez.


Mas, e o que seria um “Poeta de WhatsApp”? Na minha compreensão, seria uma pessoa que demonstra a beleza e sagacidade das palavras, transformando as frases, como que versos que percorrem os longos diálogos que afagam e acalentam a outra pessoa. Assim, há no termo também, o cuidado de que mesmo em um aplicativo de mensagens instantâneas, a beleza das palavras é possível, demonstrando sentimentos e fazendo aflorar algo que denomino como a natureza humana, o amor.


Certa vez ouvi um palestrante falar que ao passo que tratamos uma pessoa com amor, ela passa a viver e retribuir amorosidade ao mundo, como se fosse um ciclo vicioso de bons sentimentos que podem ser oferecidos por nós. Esse termo, aliás, breve termo, gerou uma explosão de ideias e reflexões que conduziram a uma análise detalhada dos contatos virtuais com outras pessoas.


Logo, o “Poeta de WhatsApp” deixou de ser algo imaginativo, mas uma busca por implementação no cotidiano, de forma que as relações sejam aproximadas e a poesia dos sentimentos esteja presente nas relações. E, quando articulada a poesia, o amor flui com sutileza e clareia os dias com leveza e sensibilidade.


Esse texto não é resposta ou solução para algo, mas indagações que desacomodam sobre as relações que mantemos no momento atual. Você se considera um “Poeta de WhatsApp”?

Sobre o autor - *Enf. Me. Luís Felipe Pissaia  - COREN/RS 498541

Mestre e Doutorando em Ensino

Especialista em Gestão e Auditoria em Serviços da Saúde

Docente Universidade do Vale do Taquari - Univates 

Enfermeiro de Rel. Empresariais - Marketing e Relacionamento Unimed VTRP

CONTATO

(51) 3209.9879

(51) 99982.4717 / (51)  99338.6335

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White Twitter Icon
  • Branca Ícone Google+
  • YouTube - Círculo Branco