Festival de Filmes Teixeirinha vai movimentar a cultura com apresentação de 12 filmes pelo RS

Mais de duzentas mil pessoas devem assistir sessões que tem ingresso gratuito

Na Trilha da Justiça - crédito Divulgação Festival de Filmes Teixeirinha

Por muitos anos a música e a voz de Teixeirinha chegaram aos recantos mais longínquos do Brasil, através das ondas do rádio, agora chegou a vez da sua obra cinematográfica circular pelo Rio Grande do Sul pelo Festival de Filmes Teixeirinha. Durante o evento itinerante, em cada cidade, a proposta é apresentar doze filmes, estrelados entre 1967 e 1981, que mostram a trajetória vitoriosa, contam com produção, atuação e roteiro deste que foi um dos primeiros artistas pop do país. São comédias, dramas e aventuras que revelam cenas de sua intimidade em andanças pelos palcos do país e do exterior.


A abertura do projeto acontece dia 26 de maio, às 19 horas, em Rolante, local de nascimento de Vitor Mateus Teixeira, o Teixeirinha. Inicia com apresentação, na Rua Coberta, da música Querência Amada Coro Municipal de Rolante sob a regência do maestro Giovani Costa, segue com a projeção do filme Coração de Luto. Durante o fim de semana, na sequência, os conterrâneos poderão assistir, no Centro Cultural da Cidade, os outros onze filmes que integram a programação (Motorista sem Limite, Ela Tornou-se Freira, Teixeirinha a 7 Provas, Pobre João, A Quadrilha do Perna Dura, Carmem a Cigana, Na Trilha da Justiça, O Gaúcho de Passo Fundo, Meu Pobre Coração de Luto, Tropeiro Velho e A Filha de Iemanjá). Desde a década de sessenta estes filmes foram vistos por mais de dez milhões de pessoas e em todo Brasil Teixeirinha vendeu mais de cento e noventa milhões de discos.


O Festival segue até dezembro, com previsão de apresentação em cerca de cento e cinquenta municípios, mais de mil e duzentas sessões para um público de 200 mil pessoas, sempre com uma exibição de rua, em espaço aberto, e as demais em Centros Culturais, Ginásios, Teatros do Sesc e Comunidades Agrícolas. Conta com a parceria dos municípios, do Sesc nas projeções e nos espaços públicos. O projeto é realizado pela filha Nancy Margareth Teixeira, representante da Teixeirinha Produções Artísticas, Carlos Eugênio Peralta da Guarujá Filmes e Fato Comunicação Integrada. Através do site www.festivalteixeirinha.com.br o público será abastecido de informações e novidades e conta com uma loja virtual com lembranças e produtos licenciados. Uma loja itinerante também vai acompanhar o circuito do Festival, que tem a próxima apresentação em Santa Cruz do Sul, dias 31 de maio, 01,02,03 de junho.


Conforme Carlos Peralta o evento é gratuito, um projeto social, que tem objetivo de promover a cultura popular e aproximar o público do artista, por isso não será cobrado ingresso. A filha Nancy Margareth Teixeira diz que “O Festival é um grande movimento em prol da cultura, vai fazer os corações do Rio Grande e do Brasil baterem mais forte. Estes filmes há mais de quarenta anos não eram exibidos de maneira pública. Será uma experiência inesquecível de emoção e encantamento para os espectadores e fãs do meu pai. Ele cantava para grandes multidões e tinha o prazer de ir onde o público estava. Era idolatrado por milhões de brasileiros de sul a norte e em toda a América de língua espanhola”.

Informações e agendamento para realização em novas cidades poderão ser feitos pelo fone (51) 99599.2070 ou kg_peralta@hotmail.com.

Entrevistas para a imprensa serão agendadas com a jornalista Ancila Ferreira fone-whats 51 99659.8222.

Serviço:

O que -Festival de Filmes Teixeirinha com apresentação de doze filmes produzidos entre 1967 e 1981-ingresso gratuito com retirada de senhas

Quando- Abertura às 19 horas, dia 26 de maio e segue até dezembro

Onde- Abertura em Rolante-RS e segue em várias cidades e regiões do RS

Realização- Teixeirinha Produções Artísticas, Guarujá Filmes e Fato Comunicação Integrada.


Fonte: Ancila Ferreira