Devaneios da minha mente


Por: Vanessa Campos*


Estava nos devaneios da minha mente. Sim… ela tem vida própria! Já desisti de tentar controlar sua rota. Já compreendi e deixo ela navegar por tantos assuntos. Foi assim que então veio o seguinte diálogo interno:


Eu comigo mesma: Nossa Vanessa teus textos andam tão profundos e densos. Tá na hora do recreio meu bem! Tempo!!!! Para tudo! Relaxa!

Minha mente: Tá bem querida! Já sei!!! Tive uma ideia brilhante!

Eu: Qual?

Mente: Já falou com eles sobre sexo?

Eu: Bah… não acredito! Pior que não!!!!

Mente: Como assim?! Não é possível Vanessa! Borá lá então!



… e assim iniciamos o tema de hoje. Uma pausa a tantas imersões da minha alma. Lá vou eu…. Noto que as pessoas têm um certo receio de falar sobre sexo. Não ficarei presa ao ato sexual em si, mas a tudo o que envolve essa área.


Tenho que começar pelo início: autoconhecimento. Saber seus gostos, preferências, explorar seu próprio corpo. Só existe uma forma para tal feito: a masturbação.


Desculpa falar sobre esse assunto assim PÁ-PUM! Sei que ainda existe um tabu sobre esse tema, principalmente no que tange a masturbação feminina. As pessoas ainda se sentem acanhadas. Confesso que demorei mais que o normal para escrever essas palavras… me preocupei … óbvio!


Reflexo das “neuras” sociais com as quais fomos criados. Forte não?! Queria tanto falar sobre isso com vocês! Travei! Tive receios! Sorry!! Pode ser que não seja tão corajosa quanto eu gostaria! Hehehe. A sociedade nos cobra um preço alto … a conta está dentro de cada um de nós!


Mas…. sou persistente… mesmo cheia de melindres continuarei nesse assunto. Sexo é uma necessidade fisiológica! O encontro com a sua sexualidade pode ser mágico, único e extremamente satisfatório. A base de tudo é o respeito . Consigo e com o outro. Com os corpos e os desejos.


Noto que poucos casais conversam abertamente sobre suas preferências, fantasias, traumas sexuais. Sexo/sexualidade ainda é um assunto delicado. Temos medo do julgamento alheio, medo de dizer o que necessitamos. Temos que amadurecer sexualmente.


A maturidade e o autoconhecimento nos proporcionam essa liberdade. Liberdade conosco! Teríamos muito mais o que conversar quem sabe num outro momento . Por hoje já está bem assim…. Uma preliminar e tanto!


Um beijo até o assunto que vem!


Psicóloga Vanessa Campos