Unidade Móvel Vestuário qualifica costureiras gratuitamente em Porto Alegre

Curso Básico de Costura Industrial, organizado pelo SIVERGS, já formou cerca de 600 costureiras na capital, Cachoeirinha, Alvorada e Gravataí


curso de costura sivergs
Crédito: Divulgação/SIVERGS.

O Setor Têxtil e de Confecções do Rio Grande do Sul tem destaque no cenário nacional, não apenas pela criatividade e qualidade, mas também pelo profissionalismo. O Sindicato das Indústrias do Vestuário do Rio Grande do Sul (SIVERGS), em parceria com o SENAI, Instituto Misturaí e Prefeitura de Porto Alegre, se prepara para qualificar novos profissionais que desejam trabalhar na área. Gratuito, o Curso Básico de Costura Industrial será realizado na Unidade Móvel Vestuário (UMO), estacionada no Centro Municipal de Cultura para facilitar o acesso dos alunos, moradores das comunidades próximas.


"O curso existe há doze anos e, desde 2018, foi modificado com o objetivo de qualificar mão de obra para os nossos associados e, também, gerar empregos. Hoje, o nosso setor é responsável por 23 mil empregos diretos e 38 mil indiretos. Além disso, nossa estimativa de contratação para o primeiro semestre de 2022 fica na casa de 3% a 5%, o que significa de 700 a 1.000 novas vagas de trabalho", afirma Silvio Colombo, presidente do SIVERGS.


curso de costura SIVERGS
Crédito: Divulgação/SIVERGS.

De 16 de fevereiro a 1º de abril, 28 alunos terão aulas de segunda à sexta, das 8h às 12h e das 13h às 17h. Divididos em duas turmas, 14 pela manhã e 14 pela tarde, os alunos vão receber instruções para operar máquinas industriais, fazendo o fechamento completo de peças, com colocação de zíperes e outros acessórios, fixação de golas, punhos, além de aprender a montar um conjunto completo e fechar malhas, camisetas, regatas, blusas femininas, moletons, etc. De acordo com Colombo, os formandos saem em condições de conquistar uma vaga de costura em qualquer empresa do vestuário. A iniciativa já formou quase 600 costureiras em Porto Alegre, Cachoeirinha, Alvorada e Gravataí.


Remuneração


O salário de uma costureira industrial em Porto Alegre é, em média, de R$ 1.700,00. Já uma profissional com experiência e conhecimentos técnicos avançados, possui rendimentos mensais entre R$ 3.000,00 e R$ 5.000,00. "O mercado está procurando profissionais de costura para todas as áreas, de oficinas terceirizadas às indústrias de porte, de lojas de consertos aos ateliês de alta costura, com conhecimento de técnicas avançadas para atuarem no segmento de moda festa, que inclui vestidos de debutantes, noivas e smokings. Esse nível de costureira é muito valorizado", diz Rogério Bértoli, vice-presidente do SIVERGS.


Unidade Móvel


A UMO, uma carreta que aberta, tem 9 metros de largura por 15 de comprimento, possui infraestrutura e totalmente equipada. Além de ar-condicionado e projetor de vídeo, possui 26 máquinas de costura industrial - todas novas-, ferro com caldeira, mesa de corte, materiais de instrução, bustos, fitas e etc. "A UMO é um modelo inovador e tem tudo que é necessário para a montagem de uma roupa completa, incluindo aplicadora de cós, caseadeira e pregadora de botões, todas industriais", conclui Rogério.


O curso Básico de Costura Industrial é realizado pelo SIVERGS uma vez ao ano, mas já está nos planos da entidade a realização de dois cursos anuais, além de um de aperfeiçoamento com o intuito de atender funcionários das empresas em um nível mais avançado. Mais informações podem ser obtidas no site www.sivergs.com.br.


Fonte: Assessoria de Imprensa SIVERGS.