top of page

Funcriança é uma importante receita para o Pão dos Pobres

Contribuição é uma relevante fonte de manutenção dos projetos realizados na instituição e pode ser feita até o dia 30 de dezembro de 2023 por meio do IR

Funcriança é recurso fudamental para manutenção das atividades da Fundação Pão dos Pobres - Foto: Sandra Modena

O Pão dos Pobres transforma vidas há 128 anos. Mais de 1.400 crianças e jovens em situação de vulnerabilidade e risco social contam com os projetos desenvolvidos na instituição. Potencializando o desenvolvimento integral, numa perspectiva solidária, construída por meio de práticas socioeducativas. O Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente - Funcriança - representa uma receita fundamental à manutenção dos projetos concretizados no Pão dos Pobres. As doações podem ser realizadas até o dia 30 de dezembro de 2023. O recurso captado é destinado às crianças, adolescentes e jovens, sendo que 120 deles têm a instituição como seus lares. Os valores são utilizados nas melhorias dos espaços onde são realizados os serviços de convivência, educação integral, acolhimento e aprendizagem. O Pão dos Pobres também serve, mensalmente, mais de 62 mil refeições.

A doação via Funcriança pode ser realizada por pessoas físicas ou jurídicas. Pessoas Físicas podem doar até 6% do imposto devido, apenas no modelo completo. As Pessoas Jurídicas tributadas pelo Lucro Real podem deduzir 1% diretamente do imposto devido em cada período de apuração (sem computar o adicional). Doações de empresas que apuram o imposto trimestralmente só podem ser deduzidas do imposto devido no próprio trimestre-calendário em que é realizada a doação.

Essa é uma das poucas situações em que é possível escolher para onde direcionar o imposto de renda e acompanhar diretamente a sua aplicação e os benefícios gerados. Indicando que parte do imposto vai para o Pão dos Pobres, o cidadão contribui para manter a qualidade dos serviços prestados. “As doações via Funcriança têm um impacto direto e positivo na sociedade. Elas ajudam a manter os projetos do Pão dos Pobres, no desenvolvimento profissional e na proteção integral das crianças. Contribuem, sobretudo, à superação das vulnerabilidades que elas enfrentam. Além disso, viabiliza o acesso à educação de qualidade, cultura, saúde, tecnologia e qualificação para o trabalho”, esclarece João Rocha, gerente da Fundação Pão dos Pobres.

A doação do recurso feita ainda dentro do ano de 2023, permite que a pessoa física ou jurídica, possa optar o projeto para o qual o contribuinte deseja encaminhar sua doação. O valor destinado entra via Funcriança e depois é direcionado para o Pão dos Pobres. A aplicação dos recursos é fiscalizada, garantindo que cada centavo seja investido nas entidades cadastradas após a aprovação de projetos pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA).

Para apoiar o Pão dos Pobres além da inscrição no Funcriança, é possível fazer doações em dinheiro ou via PIX (chave CNPJ 92.666.015/0001-01), ou colaborar com alimentos ou bens materiais. O Pão dos Pobres é uma das entidades beneficiadas no programa Nota Fiscal Gaúcha. Outra maneira de auxiliar é se tornar um voluntário. Mais informações podem ser obtidas pelo site www.paodospobres.org.br, pelos telefones (51) 3433-6900, WhatsApp (51) 98971-9615, ou com a Captação de Recursos pelo e-mail lbotelho@paodospobres.com.br.

Sobre o Funcriança

O Funcriança tem por objetivo financiar programas e projetos de promoção e defesa dos direitos de crianças e adolescentes, vinculados ao Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA). Contribuinte pode direcionar o valor para o programa escolhido no site https://doacoes.prefeitura.poa.br/funcrianca/projetos.

Confira o passo a passo a seguir: 1 – Acesse o site https://doacoes.prefeitura.poa.br/funcrianca/projetos 2 – Na barra de pesquisa, procure por Pão dos Pobres 3 – Clique no botão “buscar” e em seguida no link que aparecerá “Projeto Manutenção dos Programas da Entidade 2022-2024” 4 – Clique no link “doar para este projeto” 5 – Insira seus dados e confirme 6 – Para pagamento, faça a emissão do DAD (documento de arrecadação de doações) 7 – Efetue o pagamento

Fonte > Edith Auler - Evidência Press

Comentarios


bottom of page