Cílios postiços: a conquista de um olhar mais sedutor

Por Vanessa Machry*

Foto: Divulgação/ Vanessa Machry Studio

Quem não gosta de ter um olhar mais expressivo e sedutor? Hoje, muitas mulheres usam e abusam dos recursos da maquiagem para deixar os olhos mais atraentes. Tem muitos produtinhos legais no mercado da beleza desenvolvidos para te deixar com o tão desejado “doll eyes”.

Além dos cosméticos que amamos, podemos contar também com uma arma “nada secreta”: os fabulosos cílios postiços. São centenas de modelos em variados tamanhos, materiais, acabamentos e preços diferentes.

E se você pensa que eles viraram moda há pouco tempo, está totalmente enganada. O primeiro registro de utilização desse adereço é de 1882, em Paris. Vinte anos depois, ele foi patenteado para o Reino Unido e, em 1911, chegou na terra do “Tio Sam”. Cinco anos depois, em 1916, virou febre quando as atrizes do filme mudo “Intolerância”, por exigência do diretor, utilizaram longos cílios para tornar o olhar mais expressivo.

Mas o grande boom aconteceu mesmo nos anos 1960, quando a super model inglesa Twiggy, ícone da moda, passou a utilizar longos cílios de boneca nos olhos enormes que possuía. Pronto! A mulherada toda queria e, como acontece até hoje, grandes empresas como Max Factor e Revlon começaram a comercializá-los, popularizando os queridinhos.

Desde então, décadas se passaram. O Japão aprimorou as técnicas e criou produtos melhores, mais modernos, leves e confortáveis.

Na hora de definir qual o melhor para você, leve em consideração o tamanho dos olhos, o formato do rosto e, é claro, aquele que combina mais com o teu estilo. Algumas considerações bem importantes: olhos pequenos não combinam com cílios grandes, sob o risco de criar o efeito contrário, pesando o olhar… olhos muito grandes não combinam com cílios pequenos, pois nem vão aparecer. Proporção é fundamental!


Foto: Divulgação/ Vanessa Machry Studio

Para aplicar, finalize a maquiagem antes e, se quiser, use rímel. Os cílios naturais servirão de base para os postiços, que vão até encaixar melhor. O primeiro passo é medir junto aos olhos, cortando um pedaço se precisar. Passe a cola somente na base dos postiços e deixe secar um minutinho. Se a cola estiver molhada, podem não grudar no lugar certo. Cole os centros e depois arrume as pontas. Espere cinco minutos e retoque com o delineador.


Foto: Divulgação/ Vanessa Machry Studio

E, para te ajudar na escolha do modelo, listei alguns modelos muito fáceis de encontrar em lojas de produtos de beleza e, até mesmo, farmácias. Anota aí:

· Cruzado: os fios cruzados dão um efeito bagunçadinho e natural. Esse modelo é mais discreto e ideal para iniciantes, pois os fios vêm todos juntos e fica mais fácil de aplicar. Perfeito para quem busca um resultado leve ou precisa criar uma make para evento diurno.

· Tufos: os cílios em tufinhos são muito versáteis e podem trazer um resultado bem elegante. Mas a sua aplicação, por ser um a um, exige muita prática e destreza. São mais recomendados para profissionais ou para quem já tem mais prática mesmo.

· Anatômicos: Começam com pelinhos menores no canto interno dos olhos e vão aumentando de tamanho em direção ao canto externo. Meus preferidos!

· Cantoneira: Feito para quem tem menos prática, mas faz questão de ir um passo além da máscara de cílios. É colado apenas no canto externo dos olhos. A aplicação é muito fácil. Vale a pena testar.

· Inferiores: Feitos para os cílios inferiores. São opcionais e não tão fáceis de aplicar, mas com certeza ficam lindos!

· Volumosos e alongados: Efeito dramático! Indicados para eventos noturnos ou quando se quer causar!

· Mink: São volumosos, leves e macios. Conferem efeito natural e sofisticado ao olhar. O preço deles é bem mais caro do que os demais.

Um detalhe importante, quando você for comprar, vai se deparar com uma ampla variedade de medidas, cores e materiais disponíveis. Alguns são feitos de, pasmem, cabelo humano. Outros de seda sintética, poliéster, papel, cristais e, até mesmo, de pelo de um bichinho muito fofo, o Mink, conhecido por ser o vison siberiano. E isso merece um capítulo à parte.


Google Imagens

Para conseguir estes pelos, o Mink é caçado, mantido em cativeiro e sofre maus tratos até ser morto para alimentar o mercado de peles e o mundo da moda. Ativistas pelos direitos animais têm lutado contra a utilização do vision porque – vamos falar sério – é muita crueldade.

Se já pega mal usar casaco de pele, imagina cílios de Mink. Não, né! A tecnologia está aí criando alternativas bem bacanas. O efeito bafônico é o mesmo, mas com uma vantagem: a consciência super tranquila. Em tempos de grandes reflexões sobre a preservação do planeta e das espécies – vale repensar algumas escolhas. E essa, certamente é uma delas!


Autora: Vanessa Machry* - Maquiadora Profissional formada pelo Montgomery College de Rockville/MD nos Estados Unidos, e tem vários cursos de especialização no Brasil, inclusive com a renomada especialista Brigitte Calegari.


Encarou o desafio de ser Empresária da Beleza desde outubro de 2017 quando abriu o Vanessa Machry Beauty Studio, um espaço que traz a proposta de valorizar a beleza real de cada mulher, da cabeça aos pés.


Instagram: @vanessamachryst




#Ficaadica #ciliospostiços #ciliosvolumosos #beleza #alongamentodecilios #vanessamachry #portoalegre #salaodebeleza #vaidade #ciliosdemink #crueldade #crueltyfree #dolleyes #ciliosdeboneca

CONTATO

(51) 3209.9879

(51) 99982.4717 / (51)  99338.6335

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White Twitter Icon
  • Branca Ícone Google+
  • YouTube - Círculo Branco