top of page

André López lança seu quinto disco


No dia 08 de novembro aconteceu a estreia de FECUNDO, Ato 3 do projeto Amoresmeus, com o lançamento da música Okulakã, com direção musical do maestro Jaime Alem, músico renomado que durante 23 anos foi condutor, arranjador e instrumentista de Maria Bethânia, tendo realizado diversos discos marcantes na carreira da cantora. Jaime também tocou com consagrados artistas brasileiros e de fora do país, recebendo muitos prêmios de dimensão e reconhecimento internacional.



André López promove mais um momento especial. Depois de ter como convidados grandes nomes da MPB, como Wagner Tiso, Victor Biglione, Marcio Malard e a pianista gaúcha Dunia Elias, o músico agracia o público com o lançamento de seu quinto trabalho, o single chamado Okulakã.


O “prólogo” do Ato 3 de Amoresmeus é uma preparação para o concerto que vem a seguir, previsto para o primeiro semestre de 2023, no Rio de Janeiro, com um trio de cordas da melhor qualidade. Jaime Alem nos arranjos, direção musical e violão, Marcio Malard no cello e Daniel Guedes no violino e viola.


“Okulakã é uma canção singela, feita de fé e bênçãos. O canto, em louvor ao Orixá feminino OXUM, dona das águas doces e mãe da água do parto, é leve, brilhante, reparador. Voz e violão numa harmonia sensível, delicada, forte e esperançosa por dias melhores, de mais amor, mais liberdade e respeito”, revela Alexandre Machado, produtor e coautor de Amoresmeus, junto a André López, também seu companheiro de vida.


De acordo com os autores, essa é a missão do projeto Amoresmeus, propor uma relação da música com o afeto. Missão pretenciosa, porém, coerente com as suas vidas.



Sobre André López: Natural de Canoas/RS, fez parte do Coro Sinfônico da OSPA por 30 anos e foi regido por maestros "gigantes" da música erudita. Cantou também como convidado com artistas como Bibi Ferreira, Roberto Carlos e Luciano Pavarotti (show histórico no estádio Beira Rio), Edson Cordeiro, etc.Foi professor de artes no Município de Canoas por 26 anos, formando uma geração de alunos que até hoje manifestam gratidão e alegria por terem tido a oportunidade do contato com a arte através do "professor André".Ainda hoje ele mantém atenção especial à música erudita, seu berço, participando como convidado de coros por todo estado, como o Porto Alegre Consort, com quem subiu ao palco no dia 12 de novembro cantando repertório Barroco, com regência do maestro Diego Biasibetti.


Sobre Amoresmeus: Projeto lançado em 2016. Desde então teve quatro discos gravados (todos disponíveis nas plataformas digitais): dois singles (o prólogo e o epílogo do Ato 2: Mansidão), um CD gravado ao vivo, (voz e piano), no Teatro Unisinos em Porto Alegre (Ato 2: Mansidão: Onde o Amor Deságua) e um EP (Ato 1: Encantamento).


Amoresmeus, o projeto que engloba esse processo criativo, é dividido em Atos, e cada um deles fala, de uma forma diferente, sobre o mesmo tema: o AMOR.


Focado na diversidade desse sentimento complexo, prazeroso e fonte para ampla pesquisa, o tema é recorrente no cancioneiro popular, folclórico e também erudito, tendo olhares e leituras diversas e ricas.


O projeto tem agora o olhar dirigido ao amor próspero, abundante, grandioso, feliz, carinhosamente materno, docemente acalentado, fértil e, claro, multiplicador: FECUNDO.



SERVIÇO:


Single "Okulakã", prólogo do Ato 3 de Amoresmeus: FECUNDO.

André López (voz) acompanhado por Jaime Alem (direção musical, arranjos e violão).


Em todas as plataformas digitais.


Mais informações no site: www.amoresmeus.com


******


Lizi Ricco é jornalista e assessora de comunicação.

Apaixonada por redação, marketing, arte, cultura e projetos que contemplam inovação.

Leia outras publicações de Lizi Ricco









Comentarios


bottom of page