Pets também curtem o verão?

Por Luigi Bitencourt


A estação mais quente chegou com tudo e está dando o que falar. Mas quem pensa que é só os humanos que curtem o verão, está completamente enganado. Os pets também gostam muito e se divertem bastante.


O vira lata Polho frequenta a praia e desde os dois anos de idade adora tomar um delicioso banho de mar e se refrescar. Além disso, depois de um dia cheio de brincadeiras e aventuras, sua mãe Luciana sempre o espera com uma refrescante tigela de água com gelo para relaxar e hidratar-se.


Em contrapartida, a cadelinha Meg (instagram:@meg.littleprincess) prefere a tranquilidade de uma piscina para descansar e se refrescar. Porém, para manter-se mais segura, ela sempre utiliza um colete salva vidas em formato de sereia, que é uma gracinha. Outra coisa muito importante que a Meg usa sempre nesta estação, é um charmoso protetor solar colorido, que além de oferecer uma proteção, também a deixa muito estilosa.


Thor livre correndo feliz na praia. Foto: Natália Machado.

O cão Thor (instagram:@thorpedroso), por sua vez, é mais corajoso e adora se aventurar nos esportes aquáticos. Neste verão, com a ajuda dos seus pais humanos, resolveu encarar o stand up paddle, e sua mãe Natália garante que ele se adaptou-se muito bem com o esporte e se divertiu bastante. No verão ele também ganha um mimo, que deixa muito cão por aí babando de inveja, sua mãe prepara, com todo amor e carinho, picolés refrescantes.


DICAS PARA SEU PET APROVEITAR AO MÁXIMO O VERÃO


Mesmo os donos pets, sempre tentando fazer o seu melhor, às vezes podem cometer erros que são capazes de prejudicar a saúde e o bem-estar do seu animalzinho de estimação. Pensando nisso, a coluna pet entrevistou a médica veterinária Francine Hesse, que é especializada em clínica e cirurgia de cães e gatos e sócia-proprietária da Welfare Clínica Veterinária.


Veterinária Francine Hesse/Foto: Jonathan Hesse

SOBRE HIDRATAÇÃO


No verão devemos oferecer uma maior quantidade de água para os pets (cães e gatos)?

Francine: Assim como nós, nossos pets perdem maior quantidade de água com o calor. No intuito de manter a temperatura corporal, portanto sim, devemos oferecer mais água a eles.


Como perceber que o bichinho está sofrendo uma desidratação?

Francine: Geralmente os sinais iniciais são ofegância (respiram mais rápido e de boca aberta), focinho e língua secas. Com a evolução da desidratação podemos perceber o pet mais abatido, com o olhos mais profundos e tugor de pele aumentado (quando “puxamos” a pele e ela demora muito a retornar ao estado normal).


No momento em que se constata uma desidratação o que o dono deve fazer para ajudar seu mascote o mais rápido possível?

Francine: Imediatamente oferecer água. Caso ele se negue a ingerir, a mesma pode ser administrada com uma seringa. Uma coisa que eu gosto muito de oferecer (mas que nem todos gostam) é suco de gelatina (nunca diet).


Com o calor extremo, devemos acrescentar gelo à água oferecida ao pet?

Francine: O gelo na água auxilia muito a reduzir a temperatura da mesma, nestes dias mais quentes. É positivo sim, mas nunca devemos deixar a água gelada em demasia para se evitar algum “choque térmico”.


CUIDADO REDOBRADO


Descreva o que são cães e gatos braquicefálicos?

Francine- São os pets que têm o que chamamos de “nariz achatado”,ou seja, tem a cavidade nasal mais curta.


Que raças de gatos e cães contempla os braquicefálicos?

Francine: Entre os gatos podemos citar as raças Persa, Himalaia, Exótico. Entre os cães temos vários exemplares como Buldogue (inglês, francês), Pug, Boxer, Shihtzu, Pequinês, Dogue de Bordeaux.


Por que esses pets (braquicefálicos) sofrem mais com o calor?

Francine: Justamente por terem a cavidade nasal mais curta, o que não permite uma correta circulação do ar dentro da mesma, inibindo assim a redução da temperatura.


Quais cuidados especiais os pets braquicefálicos necessitam no verão?

Francine: Não diferente dos outros, mas eles em especial devem evitar passeios nas horas mais quentes do dia, preferir sempre o início da manhã e da noite. Oferecer sempre água fresca, se possível mantê-los em ambientes que tenham ar condicionado. No excesso de calor pode-se colocar toalhas úmidas sobre os mesmos e hoje, ainda existe a opção de tapetes gelados que são encontrados em diversas lojas do segmento.


LAZER E DIVERSÃO


Cão Polho adora se divertir na praia. /Foto: Luciana Telo .

É interessante para os pets (cães e gatos) oferecer um entretenimento aquático, estilo piscina ou mar? Por quê?

Francine: Claro, desde que eles sejam já habituados a isto, uma vez que aqueles que têm medo podem sofrer estresse excessivo e o próprio estresse pode ser mais deletério a eles. Lembrando sempre que após estas atividades, um banho com água doce é indicado.


Todos cães ou gatos já nascem sabendo nadar? Se não sabem, como ensinar esta atividade ?

Francine: Eles naturalmente sabem nadar, uns melhores, outros piores. Sempre digo que gatos e água não combinam muito. Em geral eles são mais receosos a isto. Qualquer tentativa de ensinamento a qualquer pet, deve ser feito ainda na idade jovem, no máximo até os 4 meses de idade, quando a percepção do que é bom ou ruim para eles ainda não está pronta. Então temos que tentar mostrar a eles que isto é agradável e sempre que eles aprenderem devem ser gratificados. Lembrando que gatos nem sempre irão aceitar.


O cloro, sal e a areia do mar fazem mal para a pele deles?


Francine: Assim como para nós, tanto o cloro quanto o sal e a areia podem ressecar mais a pele. Alguns pets que já apresentam alergias de pele apresentam contraindicação, os que não apresentam podem ir com os devidos cuidados pós.


Dê algumas dicas de cuidados depois de um dia divertido na praia ou piscina?

Francine: Hidratação em primeiro lugar, água fresca para beber a vontade. Após um bom banho, com água doce e sabão neutro, Eu sempre indico uma hidratação pós (hoje em dia existem pipetas que facilitam o processo).


PROTEÇÃO SOLAR


Meg fica muito charmosa com seu protetor solar colorido. Foto: Rafaela Osório

Qual o melhor horário para passear com os pets no verão para evitar alta radiação solar e queimadura nas patas?

Francine: Início da manhã e início da noite.


Todos os cães e gatos devem usar protetor solar especias para pets?

Francine: Sim. Se forem expostos a radiação solar, o ideal é utilizar protetor específico.


Qual a forma correta de aplicar o protetor nos cães e gatos?

Francine - Aplicar uma camada generosa nas regiões onde tem pouca quantidade de pelos, como focinho e ponta das orelhas. Em alguns animais fica difícil esta aplicação pois têm pelos em todas as partes, mas lembrar do nariz.


ALTAS TEMPERATURAS


Com seus tênis Thor fica protegido e estiloso. Foto: Ana Muller

Caso por um descuido o cão queime suas patinhas, o que deve ser feito de imediato para aliviar o ferimento?

Colocar imediatamente na água bem fria para evitar que a queimadura se dissipe e levá-lo ao veterinário para que o mesmo possa avaliar o grau da queimadura e tratar corretamente.


Qual sua opinião sobre os sapatos pets? Eles interferem positivamente no cuidado com a saúde deles ou é apenas um acessório de moda?

Francine: Eu indico para o passeio sim, pois podem evitar queimaduras. Quanto mais simples e leve melhor. Como para tudo, nem todos irão se adaptar a eles.



Jornalista Luigi Bitencourt

CONTATO

(51) 3209.9879

(51) 99982.4717 / (51)  99338.6335

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White Twitter Icon
  • Branca Ícone Google+
  • YouTube - Círculo Branco