Mãe de pandemia - por Joseanne Araujo

E esta pandemia? Te transformou numa supermãe?


Eu sempre fui uma mãe intensa, aliás, eu amo ser mãe e este período de total isolamento social veio acompanhado da oportunidade de melhorar e aprimorar o meu e o nosso papel de mãe dentro de nossas casas, seja na organização das aulas online, na administração dos novos horários, novas regras e novas tarefas.


Reorganizamos as nossas rotinas, revisamos e criamos muitas coisas que não realizávamos anteriormente, olha que bacana! O mais incrível de tudo é que sem querer passamos a resgatar vivências da nossa fase infantil e trazer para a rotina de nossos filhos totalmente digitais, tecnológicos; algo que fazíamos ensinados pelas nossas mães ou avós.



O que antes tínhamos como um tempo restrito, como por exemplo, produzirmos um bolo juntos, mãe e filho, hoje temos a oportunidade de sair juntos para comprar os ingredientes, fazer a receita, postar nas redes sociais, entregar uma fatia para a nossa vizinha, montar uma mesa com suco e café, sentarmos e degustarmos a nossa invenção.



As tarefas que antes executávamos de forma rápida, hoje já é possível inserir na rotina de nossos pequenos, atividades que constavam na nossa agenda quando criança e que fazíamos tranquilamente, nem tanto, como: arrumar cama, colocar a mesa, lavar a louça, organizar armários; tudo isso aprendemos numa infância que não tinha pandemia , mas que nos ensinou muito.


E o lado bom de tudo isso é que hoje estamos vivendo e buscando fazer algo diferente a cada dia, deixará uma lembrança linda na memória de nossos filhos.



Você já fez algo diferente com seu filho nesta pandemia?


Eu fiz e listo aqui para te dar algumas sugestões: pinte, dance, cante, ande de bicicleta, encare um balanço, vá há um escorregador e se der, plante, cuide de um quintal, ensine a costurar, a cozinhar, a cuidar dos animais de estimação; se tudo isso ou boa parte você conseguiu fazer, então ensinamos nossos filhos a sair um pouco do mundo tecnológico e entrar numa outra esfera, de parceria, gargalhadas e brincadeiras que até então muitos não sentiam esta sensação.


Vamos tirar o melhor deste momento e agradecer sempre todos os dias que estamos vivendo, orem e tenham esperança de que em breve tudo vai passar.


Joseanne Araujo - Insta: @araujojoseanne

Leia outros artigos