Coelho - O mascote da Páscoa

Por Luigi Bitencourt


Crédito: @monikasmigielska por Pixabay

A Páscoa chegou e junto com ela trouxe o mascote mais famoso dessa época. Já sabemos que, na vida real, os coelhos não dão ovo de chocolate. Mas você sabia que eles podem ser um ótimo pet para criar em sua residência? A seguir passarei várias dicas para você que já pensou em ter um coelho como animalzinho de estimação.


Coelho não é brinquedo


Primeiramente, antes de optar por ter um coelho como animal de estimação, lembre que é um ser vivo e demanda muitos cuidados, tempo e atenção. Então pense bem, converse com um Veterinário e avalie se você possui reais condições para oferecer tudo que ele necessita para viver bem.

Também nunca presenteie alguém, oferecendo um coelho ou qualquer outro pet. Afinal, animais não são presentes, pois tem vidas e sentimentos. Logo você nunca saberá se quem está ganhando, terá a capacidade de cuidar bem, como um animal merece ser tratado.


Compre uma gaiola espaçosa e confortável


Os coelhos também precisam de um ambiente espaçoso, que ofereça tudo que ele necessite, pois a gaiola é o local onde o coelho passará a maior parte do seu tempo. Mantenha sempre sua cama limpa, água fresca e alimentação em local de fácil acesso do seu orelhudo. Quanto ao tamanho, uma gaiola deve ter no mínimo 1 metro quadrado, porém quando maior melhor.


Crédito: @zoosnow por Pixabay

Monitore sempre seu coelho


É muito interessante que, às vezes, você deixe os coelhos saírem de sua gaiola para desbravar o ambiente e se exercitarem. Porém, só solte se bichinho quando você estiver supervisionando, pois eles são super rápidos e por instinto podem fugirem ou arranhar e morder os móveis.



Crianças e coelho demandam um cuidado maior


Crianças geralmente tem muita curiosidade e tendem querer agarrar tudo em sua volta. No entanto os coelhos são animais bem sensíveis, que se assustam com facilidade e geralmente odeiam serem pegos no colo, por exemplo. Então é recomendado que explique para a criança, com atenção, as regras para interagir com o coelho. Caso note um incômodo do peludo, não force o animal a interagir, pois isso pode causar estresse e torná-lo mais agressivo, podendo ser perigoso para a criança.


Ofereça atividades


Os coelhos, assim como os gatos e cães, também necessitam de atividades para se distraírem e gastarem suas energias diárias. Compre sempre brinquedos, para que eles tenham um estímulo saudável e relaxante.


Ambiente limpo é ambiente saudável


Todos os dias higienize a gaiola do seu coelho. Afinal ninguém merece dormir ao lado de suas fezes, não é mesmo? Então sempre limpe os dejetos do seu animal, e tente ensiná-lo a urinar e defecar em caixinha de areia. Uma boa dica é deixá-la perto do local onde ele se alimenta, pois os coelhos tendem a defecar logo em seguida que realizam sua alimentação. Também não esqueça de trocar a água, diariamente, pois isso estimula o animal a beber mais agua e colabora com a sua saúde.


Espero que vocês leitores tenham gostado da matéria especial de Páscoa. A revista Eléve, deseja uma ótima Páscoa para todos e muita saúde.


Autor: *Luigi Bitencourt é um jornalista apaixonado pelo mundo pet.

Para ler mais matérias em sua coluna clique aqui.



CONTATO

(51) 3209.9879

(51) 99982.4717 / (51)  99338.6335

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White Twitter Icon
  • Branca Ícone Google+
  • YouTube - Círculo Branco