Advogar é uma arte!

Por Vagner Oliveira*


Agosto é o mês da advocacia, também neste ano mais especial ainda, pois é quando completo 5 anos como Advogado, agora não sou mais um “jovem advogado”. Não me arrependo nem por um momento de ter escolhido essa profissão, pelo contrário, em muitos momentos me sinto realizado.



Nesse tempo todo eu cresci como homem, como profissional, como ser humano, pois o Advogado sempre deve exercer sua profissão, além de advogar, mas sim humanizar e eu escolhi as minhas áreas e consequentemente minhas lutas/desafios.


A advocacia é um aprendizado diário, primeiro que não existe advogado clínico geral (aqueles que entendem de tudo) e outra que quando você acha que sabe, algo vem de inédito e lhe surpreende, talvez por isso que gosto, pois é uma inesperada rotina.


Advogar não é para qualquer um. A arte de advogar requer destemor, amor à profissão, maestria, abnegação, disposição e talento. Muitos estão trilhando os caminhos de um curso de Bacharel em Direito, mas sequer sabem a grandiosidade e importância deste profissional no seio da sociedade. No artigo 133 da Constituição Federal de 1988, dispõe que: "O advogado é indispensável à administração da justiça, sendo inviolável por seus atos e manifestações no exercício da profissão, nos limites da lei". Tratando-se de uma profissão indispensável ao exercício da administração da justiça, o advogado carrega sobre seus ombros o encargo de prezar pela justiça, fazendo jus à responsabilidade que lhes foi outorgada.


Sempre afirmamos que advogar está no sangue, na vocação, no chamado, na aptidão. Ser um advogado, não é simplesmente se sentar na cadeira de uma universidade por 5 anos, concluir uma pós-graduação entre outros cursos extracurriculares, até porque temos que estar sempre nos atualizando e estar de posse de um diploma. Advogar é estar munido de ferramentas capazes de fazer valer o procedimento judicial e acreditar que a justiça sempre prevalece.


Lembro bem das noites frias de Passo Fundo quantas vezes me senti desanimado e sem saber se estava no caminho certo, mas sabia que com foco e dando meu melhor eu teria meu espaço e hoje a justiça me guia.


Alguém já falou que o advogado é um primeiro juiz. Pois é, concordamos com esta assertiva, pois é o advogado quem faz a primeira triagem acerca de um caso, analisando-o e sabendo onde pode aplicar corretamente os dispositivos constantes na jurisprudência. Ser um Advogado não é apenas ostentar um título e uma carteira da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil). Não restam dúvidas que a sobriedade, discrição, temperança, prudência, seriedade e comprometimento fazem parte da profissão.


Nossa profissão é muito malvista por alguns, mas como toda profissão temos profissionais bons e ruins, e não podemos nos espelhar nestes. Lembro meu pai, sempre dizia que cada canto tem um advogado e que eu deveria estudar algo na área da saúde, pois as pessoas até o seu óbito iriam precisar dos meus serviços e eu respondia, afirmando que todos até mesmo após a morte irão precisar de um advogado também.


Nada adianta ser arrogante, vaidoso e andar de peito inflado, pois o que o povo clama e reclama é por uma justiça acessível. Clama por uma justiça sem rodeios, justiça com resultados. Taí um tema acertado: Justiça com resultados. A sociedade está desconfiada do sistema. Não acreditam nos profissionais e desconfiam da lisura de caráter dos mesmos. Ações feitas por uma pequena fatia de advogados 'desviados' dos reais comprometimentos da linda profissão, finda por fazer crescer o descontentamento da sociedade em torno dos operadores de direito. Não raro, escutamos jargões dos mais torpes possíveis acerca da profissão. Uma lástima! O Brasil está à procura de verdadeiros líderes que estejam dispostos a contribuir positivamente para o prevalecimento da advocacia. Temos sim, inúmeros advogados compromissados e competentes, mas precisamos de muito mais.


Por isso, advogar é mais que aplicar a lei pura, muitas vezes você é um psicólogo, terapeuta, aconselhador... e com o advento de muitas faculdades de direito e automaticamente com o crescimento desses profissionais, o que vale é ser diferente e fazer a diferença.


A advocacia é antes de tudo uma arte. É uma função social que desenvolvemos para o povo, para a comunidade. Não é mister 'bravo' e dizer: Vou ser advogado! Basta ser justo, leal, sincero, bom ouvinte, probo e destemido; sabendo que muitos são os espinhos do caminho e que árdua é a profissão. Noites escuras certamente virão, não podemos esconder esta realidade. No entanto, o que mais nos leva a perseverar, é podermos, no final de mais um dia de labutas, reclinar nossa cabeça no travesseiro e dormirmos sossegados, convictos da sensação de missão cumprida. O eminente jurista Yves Gandra da Silva Martins, diz que não são lembrados os pusilânimes (covardes, fracos) que desistiram da jornada, da caminhada, mas os que foram ousados, e que, em alguns momentos humilharam reis e deram de beber aos leprosos como o legendário El Cid.


Amo dizer que sou Advogado e nesta profissão apesar de tradicional eu desde o início pude ser eu, seja advogando no meu escritório ou como assessor jurídico de algumas empresas, pois as pessoas não querem um advogado bonzinho e sim um excelente profissional.


Agora com 5 anos de profissão, conforme estatísticas e da demora judicial, é que um Advogado consegue colher os primeiros frutos plantados e que começa a ter seu reconhecimento no mercado, fica meu desejo que os próximos 5 anos sejam de muito plantio e de muita justiça.


Obrigado amigos e clientes que sempre confiam suas vidas a mim!

Vagner Oliveira

Advogado

Especialista em Direito Homoafetivo

Pós-Graduado em Processo Civil

Instagram: @eu.vagner

Contato: advogadovagner@hotmail.com

CONTATO

(51) 3209.9879

(51) 99982.4717 / (51)  99338.6335

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White Twitter Icon
  • Branca Ícone Google+
  • YouTube - Círculo Branco